Isolamento social demanda novos formatos e eventos corporativos se reinventam

A Vinho Tinta customiza e entrega os kits na casa de cada funcionário: confraternização (Foto: Franklin de Freitas)

Isolamento social demanda novos formatos e eventos corporativos se reinventam
“Para as empresas, oferecemos turmas fechadas. Conseguimos customizar quase 100% da experiência: qual bebida, pode ser vinho, cerveja, ou suco, caso a política da empresa não permita álcool. O cliente pode selecionar a tela, nós enviamos os kits para todo mundo e disponibilizamos o link de uma live privada, onde faremos a experiência de pintura guiada”, explica Marcos Santos, proprietário do Vinho Tinta.

O empreendimento já funcionava antes da pandemia. O isolamento, entretanto, apresentou uma oportunidade de expandir as atividades para o ambiente virtual, o que acabou oferecendo ao mercado uma maneira segura e viável para se reunir. “Nosso propósito sempre foi que a pessoa consiga se desconectar do mundo, então era muito gostoso. Com a pandemia, precisamos nos reinventar. O bacana é que agora conseguimos abranger o país inteiro. Temos uma operação em São Paulo, inclusive”, conta o empresário.

Outra alternativa muito cobiçada pelo mundo corporativo é a Pedreira Paulo Leminski, que já realizava grandes eventos antes da pandemia. Entretanto, com a impossibilidade de executá-los no momento, a produtora de eventos Planeta Brasil, em parceria com a Pedreira Paulo Leminski, criaram o Planeta Drive-In, que também oferece opções de sessões fechadas para empresas.

“Antes, para fechar um eventos dentro da Pedreira seria muito mais burocrático, até por conta da agenda, que era muito mais complicada. Agora é a oportunidade de trazer a empresa até um dos cartões postais de Curitiba”, relata Malu Cornelsen, sócia proprietária da Planeta Brasil.

Além de filmes, podem também ser negociados shows e apresentações, inclusive com ações de marketing dentro do local – seguindo todas as recomendações sanitárias.

A perspectiva é de que o Drive-In continue até o final do ano, sendo possível reservar a experiência para sessões de filmes e apresentações. “Tem gente que prefere show. A capacidade da Pedreira é de até 200 carros, cada um com até quatro pessoas dentro. Tendo combo de comida e bebida também. A programação é continuar até o final de dezembro, inclusive, com apresentações de natal. Então as empresas que quiserem trazer os colaboradores para uma apresentação de Balé, também é possível.” orienta Cornelsen.
Apesar das limitações, ainda é possível fechar o ano com uma experiência de inédita com os colaboradores, tendo como principal foco a diversão e, é claro, a segurança.
E claro, vale a imaginação para quem quiser realizar os tradicionais amigos-secretos de fim de ano. Sempre de forma virtual ou com distanciamento necessário.

Cestas são boa opção para presentear funcionários

Assim como aconteceu no Dia das Mães, Dia dos Pais, festa junina, as cestas temáticas também são uma saída para as empresas agradarem os parceiros e funcionários com segurança em tempos de pandemia.

Marcela Brasil, a In Love Festas Personalizadas, lançou na semana passada os modelos disponíveis. Uma delas é individual, com frutas, trança salgada, panetone recheado, bolachas natalinas e uma bebida não alcoólica e custa R$ 89,90. A outra é tamanho família com frutas, pão artesanal, tábua de frio, bolo de frutas cristalizadas, geleia caseira de morango, panetone recheado, bolachas natalinas e um champanhe, por R$ 189, 90. “Pensamos em algo bem artesanal, que representasse a acolhida, o abraço, nestes tempos difíceis de pandemia, onde o distanciamento é necessário”, diz Marcela Brasil, proprietária da In Love.

Fonte: Lucas Grassi, especial para o Bem Paraná

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *